Jejum intermitente e câncer
16/02/2020
Suplementação dietética durante tratamento Oncológico
27/02/2020
 

Nova terapia para Neoplasia de mama metastático ou localmente avançado HER2 positivo.

Por Ana Caroline Patu

Um dos estudos mais importantes apresentados no San Antonio Breast Cancer Symposium 2019, o maior congresso de Oncologia mamária do mundo, foi o HER2CLIMB, publicado simultaneamente no New England Journal of Medicine. Este estudo avaliou o inibidor de tirosina quinase tucatinib em combinação com trastuzumabe e capecitabina versus trastuzumabe e capecitabina em pacientes com câncer de mama metastático ou localmente avançado HER2 positivo que progrediram com trastuzumabe, pertuzumabe e T-DM1, incluindo pacientes com metástase cerebral.

O objetivo primário do estudo foi sobrevida livre de progressão  (SLP) e os secundários foram sobrevida global (SG), sobrevida livre de progressão em pacientes com metástase cerebral e taxa de resposta em pacientes com doença mensurável.  Foram incluídas neste estudo 612 pacientes entre fevereiro de 2016 e maio de 2019, com acompanhamento mediano de 14 meses. Tivemos redução de 46% de risco de morte nas pacientes do braço do tucatinibe, a SLP foi de 7,8 meses versus 5,6 meses e a mediana de SG mediana foi de 21,9 vs 17,4 meses, a favor do
tucatinibe.

Entre os pacientes com metástase cerebral, houve redução de 52% no risco de progressão ou morte, com aumento de taxa de resposta de 41% vs 23% a favor do braço experimental. Os principais efeitos adversos relacionados ao tucatinibe foram diarreia, síndrome mão-pé, náusea, fadiga e aumento de enzimas  hepáticas, com baixa taxa de descontinuidade da droga, aproximadamente 5,7%.

Como conclusão, a associação do tucatinibe ao trastuzumabe e capecitabina em pacientes que progrediram as principais terapias para tumores HER2 positivo, apresentou importante ganho de sobrevida global, sobrevida livre de progressão e taxa de resposta, principalmente em pacientes com metástase cerebral.

Author profile
Dra Ana Caroline Patu
Médica Oncologista at Real Instituto de Oncologia

Graduação em medicina na Universidade Federal de Pernambuco.

Residência médica em oncologia clínica no Hospital Sírio Libanês, São Paulo-SP.

Oncologista do Real Instituto de Oncologia e do Hospital das Clínicas da UFPE.

Preceptora de Residência médica de Oncologia Clínica do Real Hospital Português.

 
Buy now