Estudo RADICALS-RT: momento da radioterapia após prostatectomia para câncer de próstata
18/11/2019
Uso de Olaparib em Câncer de próstata metastático a castração com alterações em genes de recombinação homóloga
26/11/2019
 

Tratamento Oncológico em pacientes idosos

Por: Cecília Arraes

Desde 2008, com a aprovação do Sorafenibe em primeira linha para tratamento de Hepatocarcinoma (HCC) baseado no estudo SHARP, nenhuma outra droga tinha se mostrado superior, sendo este o padrão de tratamento para os pacientes que se apresentavam com doença metastática ao diagnóstico. Uma alternativa ao Sorafenibe, era o Levantinibe, que se mostrou não inferior, baseado no estudo REFLECT trial.

Imunoterapia isolada, com Nivolumabe no Checkmate 459, foi negativa, não demonstrando superioridade em relação a Sorafenibe.

Entretanto, no dia 23 de novembro, na sessão plenária da ESMO ASIA 2019, corroborando os dados do estudo fase 1B (GO30140) publicado na ESMO 2019, foi apresentado os resultados do IMbrave-150, estudo de fase III que comparou a combinação de Atezolizumabe (anti-PDL1) e Bevacizumabe (anti-VEGF) versus o padrão (Sorafenibe) no tratamento de primeira linha do HCC irressecável.

O estudo recrutou 501 pacientes em vários centros para receber Atezolizumabe 1200mg associado a Bevacizumabe 15mg/kg a cada 3 semanas no braço experimental e Sorafenibe 400mg 12/12h no braço controle. O desfecho principal do estudo foi avaliação de Sobrevida Global e Sobrevida livre de progressão.

Os dois defechos primários foram atingidos, com SG não atingida no grupo da combinação x 13 meses com Sorafenibe (HR: 0,58) e com SLP de 6,8 meses na combinação versus 4,3 com Sorafenibe (HR: 0,59). A taxa de eventos adversos foram semelhentes em ambos os grupos com toxicidade grau 3 e 4 de 57% na combinação e 55% com Sorafenibe.

A partir dos dados do III IMbrave 150, podemos dizer que em 2019 temos um novo padrão de tratamento para HCC avançado em primeira linha de tratamento.

Referências

  1. Tecentriq in combination with Avastin improves overall survival in people with the most common form of liver cancer. https://www.roche.com/media/releases/med-cor-2019-11-22b.htm. Posted November 22, 2019. Accessed November 23, 2019.
Author profile
Dra Cecília Arraes
Médica Oncologista
 
Buy now