Nivolumab in patients with DNA mismatch repair-deficient/microsatellite instability-high (dMMR/MSI-H) metastatic colorectal cancer (mCRC): Long-term survival according to prior line of treatment from CheckMate-142.
20/02/2018
Palbociclibe, uma nova opção de tratamento para neoplasia de mama metastático receptor hormonal positivo, Her-2 negativo.
14/03/2018
 
 

FLAURA TRIAL: Osimertinib in Untreated EGFR-Mutated Advanced Non–Small-Cell Lung Cancer (Publicado em Novembro de 2017 na revista The New England Journal of Medicine)

Por: José Fernando do Prado Moura

O Câncer de Pulmão é a neoplasia líder de mortes em todo mundo. Grandes avanços terapêuticos têm surgido nas últimas décadas, particularmente com terapias moleculares e imunoterapia. Um percentual de até 15% dos pacientes com tumores de Pulmão de Não-Pequenas Células possui mutações no gene do fator do crescimento epidérmico (EGFR), sendo alvo de terapias moleculares baseadas em inibidores de tirosino quinase (TKI).

O Osimertinibe é uma nova classe de inibidores de tirosino quinase e já era utilizado na prática clínica para pacientes com Câncer de Pulmão de Não-Pequenas Células com mutação do gene EGFR que progrediam durante o uso do Erlotinibe e Gefitinib, através de uma mutação no gene do EGFR que confere resistência aos inibidores de tirosino quinase de primeira e segunda geração (T790M).

O Flaura Trial foi um Estudo de Fase III, multicêntrico, liderado pelo Dr. Jean-Charles Soria do Institute Gustave Roussy, da Universidade de Paris.

A principal pergunta desta importante pesquisa era se o Osimertinibe, um inibidor de tirosino quinase de terceira geração seria superior aos inibidores erlotinibe ou gefitinibe, quando utilizados em primeira linha no tratamento de tumores de pulmão metastático de não pequenas células, que possuem a mutação do gene EGFR (deleção do exón 19 ou L858R).

O estudo avaliou 556 pacientes não tratados previamente e teve como desfecho primário a sobrevida livre de progressão.

O resultado do estudo FLAURA mostrou que os pacientes que receberam Osimertinibe em primeira linha de tratamento apresentaram maior sobrevida livre de progressão e menos efeitos colaterais, quando comparado ao uso de outros inibidores (Erlotinibe e Gefitinibe).

Author profile
Dr. José Fernando do Prado Moura
Médico Oncologista at Real Instituto de Oncologia

Graduado em Medicina pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE.
Residência em Clínica Médica: Hospital Barão de Lucena - Secretaria Estadual de Saúde de PE.
Residência em Oncologia Clínica pelo AC Camargo Cancer Center, São Paulo-SP.
Mestrado em Ciências/Oncologia pelo pelo AC Camargo Cancer Center.
Doutorado (em curso) IMIP/Universidade Federal de São Paulo.
Preceptor da Residência de Oncologia Clínica do IMIP e Real Hospital Português

Buy now