Destiny-Lung01: trastuzumab-deruxtecan em pacientes com câncer de pulmão de não pequenas células com mutação de HER 2 previamente tratados
31/01/2022
TOPAZ-1 TRIAL – Novo tratamento padrão para colangiocarcinoma avançado com Durvalumabe combinado a quimioterapia padrão
06/02/2022

Estudo PEACE-1- Abiraterona + prednisona com ou sem radioterapia no tratamento do câncer de próstata metastático recém diagnosticado e sensível à castração.

Por Dra Andrezza Santos

O estudo PEACE -1 foi um estudo de fase III com duas apresentações recentes. Dados preliminares apresentados no Congresso da Sociedade Americana de Oncologia (ASCO 2021) e dados de sobrevida global apresentados no Congresso da Sociedade Europeia de Oncologia (ESMO 2021).

Esse estudo que teve como investigador principal o Dr. Karim Fizzazi, randomizou 1.172 pacientes com câncer de próstata metastático, “de novo”, sensível à castração para quatro braços de tratamento: tratamento padrão (análogo ou antagonista LHRH /orquiectomia bilateral +/- docetaxel), tratamento padrão + abiraterona , tratamento padrão + radioterapia e tratamento padrão + abiraterona + radioterapia.

A maioria dos pacientes inclusos (57%) tinha alto volume de doença, definido baseado nos critérios do estudo CHAARTED ou do LATITUDE, e 60% deles receberam docetaxel como parte do tratamento padrão.

O estudo teve dois end points co-primários: sobrevida livre de progressão radiológica e sobrevida global.

Após um período de seguimento de 42 meses foram apresentados na ASCO de 2021 os dados de sobrevida livre de progressão radiológica evidenciando o benefício da adição da abiraterona ao tratamento padrão quando  comparado ao tratamento padrão isolado. Esse benefício foi alcançado tanto na população geral do estudo (independente da utilização do docetaxel como parte do tratamento)  com sobrevida livre de progressão radiológica   4,5 anos versus 2,2 anos (HR-0,54 IC: 0,46-0,64; p < 0,0001) como entre os pacientes que receberam docetaxel como parte do tratamento padrão, com sobrevida livre de progressão radiológica 4,5 anos para aqueles que receberam tratamento padrão + abiraterona  e 2,0 anos para os que receberam tratamento padrão isolado ( HR-0,50 IC: 0,40-0,62; p<0,0001).

Com relação a sobrevida global, dados apresentados na ESMO 2021, houve ganho em sobrevida global  quando comparado tratamento padrão + abiraterona versus tratamento padrão  isolado tanto na população geral do estudo ( 5,7 anos versus 4,7 anos HR-0,82 IC: 0,69-0,98; p=0,030) quanto quando avaliada a apenas a população que recebeu docetaxel como parte do tratamento padrão, com mediana de sobrevida global ainda não atingida no braço tratamento padrão + abiraterona e 4,4 anos para os que receberam tratamento padrão isolado (HR- 0,75 IC: 0,59- 0,95; p= 0,017).

Em análise de subgrupo realizada na população que recebeu docetaxel como parte do tratamento padrão adição de abiraterona resultou em um ganho de sobrevida ainda maior, com mediana de sobrevida global 5,1 anos para tratamento padrão + abiraterona versus 3,5 anos para os que receberam tratamento padrão isolado (HR-0,72; IC: 0,55-0,95; p=0,019). Na população com baixo volume de doença os dados ainda são imaturos com mediana de sobrevida global ainda não atingida entre os grupos.

Os dados da adição de radioterapia aos grupos ainda não foram reportados.

Com relação às toxicidades a adição de abiraterona ao tratamento padrão com docetaxel não resultou em maior incidência de eventos adversos graus 3- 5.

Apesar de não publicado esse foi importante estudo, pois ressalta a crescente evolução do tratamento do câncer de próstata metastático ao longo dos últimos anos, com ganhos cada vez maiores atingidos através da intensificação do tratamento e principalmente sem resultar em toxicidades limitantes.

Esses dados ainda deixam questionamentos em aberto como, por exemplo, o benefício da adição da radioterapia ao tratamento padrão, principalmente na doença de alto volume, porém já determinam uma mudança na prática clínica, com a possibilidade da utilização da terapia tripla (bloqueio androgênico central + docetaxel + abiraterona) na população com alto volume de doença, que é a maioria representada no estudo e aquela na qual o benefício da adição do docetaxel à terapia padrão já é consolidado.

Author profile
Dra. Andrezza Santos
Médico Oncologista at Real Instituto de Oncologia

Residência em oncologia Clinica no Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira IMIP, Mestrado em cuidados paliativos pelo IMIP, Preceptora das residências de oncologia clínica do IMIP, Hospital Universitário Osvaldo Cruz -HUOC e do Real Hospital Português

Buy now